quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Comentário ao Evangelho do dia (S. Lucas 9,7-9) feito por :

Santo Agostinho (354-430), Bispo de Hipona (África do Norte) e Doutor da Igreja
Sermões sobre a primeira carta de São João, I, 3 (a partir da trad. SC 75, p. 117)


«E procurava vê-lO»



Escreve São João: «Anunciamos-vos a Vida eterna que estava junto do Pai e que se manifestou a nós; o que nós vimos e ouvimos, isso vos anunciamos» (1Jo 1, 2-3). Estai bem atentos: «Anunciamos-vos o que nós vimos e ouvimos». Eles viram o próprio Senhor presente em carne, ouviram da boca do Senhor as Suas palavras e anunciaram-no-las. E nós ouvimos, seguramente, mas não vimos. Seremos então menos felizes do que os que viram e ouviram? Por que razão, então, acrescenta São João estas palavras: «Anunciamo-la também a vós para que, vós também, estejais em comunhão connosco». Eles viram, mas nós não, e no entanto estamos em comunhão com eles, porque temos a mesma fé.


Ao discípulo que pediu para tocar para poder crer [...] disse o Senhor, para nos consolar, a nós que não podemos tocar mas que podemos, pela fé, alcançar a Cristo: «Felizes os que crêem sem terem visto!» (Jo 20, 29). É de nós que Ele fala, é a nós que Ele designa. Que se cumpra então em nós esta bem-aventurança prometida pelo Senhor! Acreditemos com todas as nossas forças naquilo que não vemos; os que viram anunciam-nO a nós para que com eles estejamos em comunhão e tenhamos a «plenitude da alegria»

1 comentário:

Celio Alves disse...

gostaria muito de corresponder com vocês. Aqui no Brasil eu neto de portugues sinto vontade de falar com vocês aí. quando ao Blog de vocês é verdeira obra prima. muito bom parabéns.