domingo, 20 de setembro de 2009

Oração Mensal de Taize

Espírito Santo, a quem procura com muita simplicidade, tu concedes descobrir um reflexo do Deus vivo nos humildes acontecimentos do quotidiano. E depositas nos nossos corações a espera da tua presença.

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

"Aceita-te, perdoa-te, ama-te. Então descobrirás o quanto Deus te aceita, perdoa e ama, e aprenderás a aceitar, perdoar e amar."
(Fonte: Fábio retirado da xto)

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

o Homem que caiu ao buraco


video

Este pequeno filme foi partilhado pelo amigo Joel no forum do Cristo Jovem que resolvi publicar no meu blog... porque realmente por vezes temos buracos na nossa vida e acreditamos em tdo e Só Ele nos consegue tirar desse buraco...

domingo, 13 de setembro de 2009

"Os amigos são como o vento: às vezes perto, outras longe, mas eternos nos nossos corações"

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

XXXVI Nacional dos Convívios



Olá amigos(as), estive no XXXVI Nacional dos Convívios Fraternos encontro e este ano subordinado ao tema:"Os puros de coração verão a Deus".
O encontro foi realizado nos dias 5 e 6 de Setembro em Fátima.
Segue em baixo o programa dos dois dias:
Sábado (5)
14h00 - Acolhimento no Centro Paulo VI
14h30 - Celebração Penitencial individual e colectiva no Centro Paulo VI
17h00 -Desfile da entrada da Basílica da Santíssima Trindade para a saudação e celebração a Nossa Senhora
17h45 - Celebração por Dioceses
21h15 - Terço
22h30 - Festa da Música Conviva no anfiteatro do Centro Pastoral Paulo VI

Domingo (6)
10h15 - Terço
11h00 - Eucaristia
14h30 - Festa da despedida no Parque 2
Desde 2004 que vou a este encontro e é sempre bom porque recordar é viver… é nestas coisas que vamos ganhando força para mais um ano…
Como já disse muitas vezes o Convívio Fraterno mudou a minha vida então se tiverem oportunidade de fazer um não hesitem porque é um sinal de Deus na vossa vida ;)



quinta-feira, 10 de setembro de 2009

A piscina e a cruz

Conta-se que um excelente nadador tinha o costume de correr até a água e de molhar apenas o dedo grande do pé, antes de qualquer mergulho.
Alguém intrigado com aquele comportamento, perguntou-lhe qual a razão daquele hábito?! O nadador sorriu e respondeu:
- Há alguns anos atrás eu era um professor de natação. Tinha os meus alunos e ensinava-os a nadar e a saltar do trampolim. Certa noite, eu não conseguia dormir, e fui até à piscina para nadar um pouco. Não acendi a luz, pois a lua brilhava através do teto de vidro do clube. Quando eu estava no trampolim, vi a minha sombra na parede da frente. Com os braços abertos, a minha imagem formava uma magnífica cruz. Em vez de saltar, fiquei ali parado, a contemplar a minha imagem. Nesse momento pensei na cruz de Jesus Cristo e no seu significado. Eu não era um cristão, mas em criança aprendi que Jesus tinha morrido para nos salvar, derramando o seu precioso sangue. Naquele momento, as palavras daquele ensinamento, vieram-me à mente e fizeram-me recordar o que eu tinha aprendido sobre a Morte de Jesus. Não sei quanto tempo fiquei ali parado com os braços estendidos. Finalmente desci do trampolim e fui até à escada para mergulhar na água. Desci a escada e os meus pés tocaram o piso duro e liso do fundo da piscina. Tinham esvaziado a piscina e eu não tinha percebido. Tremi todo, e senti um calafrio na espinha. Se eu tivesse saltado seria o meu último salto. Naquela noite a imagem da cruz na parede salvou a minha vida. Fiquei tão agradecido a Deus, que ajoelhei-me na beira da piscina, confessei os meus pecados e entreguei-me a Ele, consciente de que foi exactamente numa cruz que Jesus morreu para me salvar. Naquela noite fui salvo duas vezes e para nunca mais me esquecer, sempre que vou até à piscina molho o dedo do pé antes de saltar na água....
"Deus tem um plano na vida de cada um de nós e não adianta querermos apressar ou retardar as coisas pois tudo acontece no seu devido tempo..."

Faz-te ao Largo, Faz-te ao Mar

video

Fica aqui uma musica que me faz pensar bue...
(Liliana era esta a musica que te falava quando olhei para o mar no fds)

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

No fim-de-semana que estive em Aljezur o Tiago emprestou-me um livro para ler, Os Segredos do Pai-Nosso, a solidão de Deus, de Augusto Cury.
Hoje nas minhas duas horinhas de praia acabei de o ler… para ser sincera gostei do livro, recomendo…
Existem coisas que nunca tinha pensado sobre Deus reveladas na oração que Jesus nos ensinou… Mas realmente temos que ter uma proximidade maior com Deus pois Ele é Nosso Pai.
Passo a citar uma oração das últimas páginas do livro: Oração ao Deus desconhecido
“ Antes de prosseguir o meu caminho e lançar o meu olhar para a frente, uma vez mais elevo, só, as minhas mãos a Ti na direcção de quem eu fujo.
A Ti, das profundezas do meu coração, tenho dedicado altares festivos para que, em cada momento, a Tua voz me pudesse chamar.
Sobre estes altares estão gravadas em fogo estas palavras: “ Ao Deus desconhecido”.
Teu, sou eu, embora até ao presente me tenha associado aos sacrílegos.
Teu, sou eu, não obstante os laços que me puxam para o abismo.
Mesmo querendo fugir, sinto-me forçado a servir-Te.
Eu quero conhecer-Te, desconhecido.
Tu, que me penetras a alma e, tal turbilhão, invades a minha vida.
Tu, o incompreensível, mas o meu semelhante, quero conhecer-Te, quero servir-Te só a Ti”
( Friedrich Nietzsche)