quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Resumo do que foi para mim as fontes da Alegria!

Na véspera do encontro não estive bem fisicamente e antes de me deitar pensava como é que vou fazer a viagem de quase 600kms, enfim nada como nos abandonarmos no Senhor, como a viúva de Sarepta e a viagem fez-se sem problemas.
Para quem me conhece o tema do encontro encaixa em mim que nem uma luva!
A paróquia de Aldoar acolheu – me super super bem com uma alegria contagiante fizemos a festa em todos os lugares!
O padroeiro de Aldoar é S. Martinho e para mim que sou “pobre” todos aqueles que estiveram comigo partilharam as suas capas, ou seja, alegrias, tristezas e experiencias, é assim que se cresce!
Bem não me querendo alongar mas 4 dias para se resumir não é fácil!
Estive com amigos da CJ (Cristo Jovem) juntas as 3 (eu, a Débora e a Sara) a sorte é que tiramos uma foto para comprovar!!
Fui ao workshop: Onde estava Deus no Haiti na segunda e devo dizer que me emocionei muito com histórias de dor na vida das pessoas e pensei que não sei até que ponto a minha pequena fé em Deus se ia manter nestes momentos se acontece-se o Haiti na minha vida, enfim coisa para pensar.
Termino com parte da ultima reflexão do irmão Alois:
“Na fé, toda a nossa vida somos peregrinos. Pelo caminho, todos nós passamos e passaremos por provações. Às vezes, talvez possa parecer que nos submergem tanto que até uma consolação vinda dos nossos próximos nos toca dificilmente. O que podemos então fazer? Perante as provações pessoais e as que outros atravessam, a nossa resposta não será amar mais?
Um cântico poderia assim acompanhar-nos de regresso a casa e também ao longo do caminho da nossa vida: «A alma que anda no amor nem cansa nem se cansa.» Quando a alma está cheia de amor, quando vive para amar, a coragem renova-se, os que procuram Deus podem caminhar sem se cansarem.”
Fui às Fontes da Alegria e vim de lá saciada!

3 comentários:

Liliana disse...

Bem fiquei contente por saber que fez te bem ir ao Porto...para quem andava em baixo saiu de lá electrica...gostei da parte do autocarro "gosto de ti" epa echa tocou-me no fundo.
Apesar de não termos andado juntas é sempre bom depois à partilha neste caso pela net...e vá nas paragens de serviço...lol
A ver se acabas a tese com essa fonte de alegria e pronto ficas engenheira e mudas te para o convento.lol.
É vdd em Aljezur vão cantar de certeza " A alma que anda no amor, não cansa nem se cansa ohohoh..."

Ser sempre mais! disse...

Olá,
...bem nem sei bem como vim parar ao teu blog, mas quando me vi nele, resolvi continuar a ouvir a música já conhecida e explorar!
Descobri coisas engraçadas em comum, como esta por exemplo.
Também estive no Porto no encontro Ibérico de Taizé, também me senti mergulhar nas fontes de alegria e tal como tu também participei no Wokshop Haiti como?!...Onde está Deus, foi absolutamente marcante, também me emocionei e sai de lá a olhar os meus "Haiti´s" como eles são, também me fazem frágil como a folha, mas virá uma estrela... não importa qual para me ajudar a olhar com esperança!
O desafio é agora, levar o que trouxemos das fontes a outros. Boa caminhada!

Sorrisos, IDA
"Senhor Jesus tu és Luz do mundo, dissipa às trevas que me querem falar. Senhor Jesus, tu és Luz do mundo, saiba eu acolher o teu amor!"

Rute disse...

AMEI SEU BLOG, DEUS É CONTIGO!